Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
icon-facebook

Miriã Alves de Laet Silva

Atualizado em 03/07/17 11:27.

 

REFERÊNCIA: SILVA, Miriã Alves de Laet. ENSINO E APRENDIZAGEM DE LEITURA: MOBILIZAÇÃO DOS DESCRITORES DA PROVA BRASIL EM LIVRO DIDÁTICO DE PORTUGUÊS. 2015. 1-179 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, 2015.

 

AUTOR: Miriã Alves de Laet Silva
TÍTULO: ENSINO E APRENDIZAGEM DE LEITURA: MOBILIZAÇÃO DOS DESCRITORES DA PROVA BRASIL EM LIVRO DIDÁTICO DE PORTUGUÊS
ORIENTADOR: Prof. Dr. Sílvio Ribeiro da Silva
ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Educação
LINHA DE PESQUISA: Cultura e processos de Ensino Aprendizagem
DATA DE DEFESA: N/I

 

RESUMO:
Esta dissertação de mestrado é um estudo sobre leitura. No contexto educacional, ela perpassa todas as disciplinas do Currículo. Tal fato é de fundamental importância, uma vez que as atividades de leitura e interpretação feitas pelos alunos devem favorecer o desenvolvimento dos letramentos (institucionalizados ou não). Na escola, o acesso à leitura ocorre, na maioria das vezes, a partir do livro didático (LD) e este, ultimamente, tem despertado o interesse dos pesquisadores que passaram a vê-lo como um importante integrante das práticas escolares. As avaliações (incluindo as de larga escala – Enade, Enem, Prova Brasil, por exemplo) são construídas tendo a leitura como ferramenta para medir as competências e habilidades do aluno. Tendo isso em vista, meu objetivo foi analisar se as propostas de leitura e interpretação do texto escrito, apresentadas aos alunos pelo Livro Didático de Português – LDP – Tudo é linguagem, das autoras Ana Trinconi Borgatto, Terezinha Bertin e Vera Marchezi, Editora Ática, Ensino Fundamental II – anos finais, contemplam os descritores da Matriz de Referência de Língua Portuguesa da Prova Brasil, entendendo que o desenvolvimento das competências e habilidades, propostas pela matriz, coadunam com práticas significativas de leitura. Esta pesquisa, de cunho qualitativo interpretativista, caracteriza-se como estudo de caso, situa-se no campo da Educação e pretende contribuir para as reflexões acerca do ensino e aprendizagem. Utilizo como aportes teóricos as considerações dos PCN (BRASIL, 1998) e as contribuições de Bakhtin/Volochínov ([1929]2006); Bakhtin ([1952-53] 1997), Schneuwly e Dolz ([1996] 2010); Rojo e Batista (2003), Rojo (2009), dentre outros. Os resultados mostram que os seis tópicos da Prova Brasil e seus vinte e um descritores foram mobilizados na coleção, porém havendo discrepância quantitativa e qualitativa de ocorrência entre eles.

 

TEXTO COMPLETO icon-pdf

 

Listar Todas Voltar