Weby shortcut
icon-facebook

Ivo Luciano da Assunção Rodrigues

Atualizado em 03/07/17 11:12.

 

REFERÊNCIA: RODRIGUES, Ivo Luciano da Assunção. ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA E EPISTEMOLÓGICA DAS DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO: CARACTERÍSTICAS E TENDÊNCIAS. 2016. 177 f. Universidade Federal de Goiás, 2016.

AUTOR: Ivo Luciano da Assunção Rodrigues
TÍTULO: ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA E EPISTEMOLÓGICA DAS DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO: CARACTERÍSTICAS E TENDÊNCIAS
ORIENTADOR: Profa. Dra. Michele Silva Sacardo
ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Educação
LINHA DE PESQUISA: Políticas Educacionais, Gestão e Formação de Professores
DATA DE DEFESA: 09/09/2016


RESUMO:
Este trabalho tem como objeto de análise as dissertações e teses do Programa de Pós- Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso (PPGE-UFMT) – Campus Cuiabá. O objetivo geral é realizar a análise bibliométrica e epistemológica dessas dissertações e teses, identificando suas principais características e tendências, tendo em vista as determinações sócio-político-econômicas do contexto atual da Educação brasileira. O recorte empírico circunscreveu a pesquisa aos trabalhos defendidos no período de 1991 a 2014, para a análise bibliométrica, e de 2006 a 2014, para a análise epistemológica. No que se refere aos procedimentos metodológicos, trata-se de uma pesquisa bibliográfica/documental de cunho epistemológico-crítico, pois visou à identificação e análise crítica da produção científica selecionada. Para tanto, foram adotados os seguintes procedimentos: a) análise bibliométrica, para tratar e analisar quantitativamente a produção científica constituída por 469 dissertações e teses; b) análise de conteúdo para determinar o fundamento teórico- metodológico que orientou as técnicas de pesquisa, bem como os pressupostos epistemológicos presentes nas 47 dissertações e teses dessa amostra. Os elementos que fundamentaram a análise epistemológica foram adaptados e incluídos com base no instrumental de análise denominado Matriz Epistemológica. Os resultados obtidos apontam um claro predomínio da abordagem fenomenológico-hermenêutica na produção cientifica do PPGE-UFMT, já que tal paradigma está presente em mais da metade da amostra (55%). Na sequência, estão as pesquisas de tendências pós-modernas (24%), seguidas das de cunho crítico-dialético (17%) e, por fim, aparecem as empírico-analíticas, representando apenas (4%) da amostra. Essas classificações levaram em consideração o que os dados empíricos relativos às abordagens epistemológicas revelaram e tiveram como referência as tendências mais significativas na ciência contemporânea. Considerando a proximidade entres as abordagens fenomenológico-hermenêutica e pós-moderna, que somadas atingem quase (80%) da amostra, bem como os dados levantados, conclui-se que há, nas pesquisas desenvolvidas no PPGE-UFMT, indícios de supressão do aprofundamento teórico, pragmatismo, subjetivismo, relativismo (epistemológico e ontológico), além da concepção da linguagem como categoria exclusiva do conhecimento. Esses elementos podem ter gravíssimas implicações políticas, éticas e epistemológicas na pesquisa em Educação. Constata-se também, em todos os Planos Nacionais de Pós-Graduação (PNPGs), um movimento em torno da indução estratégica do desenvolvimento da Pós-Graduação e, sobretudo, um controle sistemático por parte da CAPES no processo de avaliação das atividades, no qual predomina o espírito do “produtivismo acadêmico”. Esta dissertação foi desenvolvida dentro da linha de pesquisa Políticas Educacionais, Gestão e Formação de Professores no Programa de Pós- Graduação em Educação da Universidade Federal de Goiás - UFG, Regional Jataí sob orientação da professora Dra. Michele Silva Sacardo.

 

TEXTO COMPLETO icon-pdf

 

Listar Todas Voltar