Weby shortcut
icon-facebook

Kaio José Silva Maluf Franco

Atualizado em 03/07/17 11:51.

 

REFERÊNCIA: FRANCO, Kaio José Silva Maluf. A VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL DOCENTE DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM GOIÁS (1990-2015). 2016. 1-119 f. Universidade Federal de Goiás, 2016.

AUTOR: Kaio José Silva Maluf Franco
TÍTULO: A VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL DOCENTE DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM GOIÁS (1990-2015)
ORIENTADOR: Profa. Dra. Lúcia Helena Moreira de Medeiros Oliveira
ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Educação
LINHA DE PESQUISA: Políticas Educacionais, Gestão e Formação de Professores
DATA DE DEFESA: 14/04/2016

RESUMO:
Este trabalho é o resultado de pesquisa acerca da valorização profissional docente em Goiás (1990-2015). Partimos do pressuposto de que o contexto ideológico, político e econômico determinasse a concepção de valorização promovida pelos governos e com isso tivemos como objetivo compreender o processo de valorização do profissional docente no estado de Goiás a partir da análise dos documentos oficiais internacionais, nacionais e regionais. Os motivos para a realização dessa análise foi de integrarmos ao quadro dos profissionais docentes da educação básica em Goiás e intento de esclarecer o que temos verificado da ideologia neoliberal se estabelecer e se manter institucionalizada por organismos internacionais como o Banco Mundial, a Unesco, o Unicef e as políticas públicas do Brasil, estados e municípios. Com isto fomentar uma reflexão crítica acerca da concepção de valorização neste contexto. Desse modo, passamos a indagar: qual seria a concepção da valorização profissional docente expressa nos documentos oficiais? Ainda, há uma influência de ordem econômica internacional, na perspectiva neoliberal, nos programas de governo empreendidos no Brasil desde a década de noventa? E qual seria essa concepção de valorização do professor no estado de Goiás? Procedemos com a análise documental visando perceber a totalidade do evento para contrapor-nos a ele de maneira mais eficaz. É notória a veiculação de propaganda dos organismos internacionais e dos governos de que há uma valorização profissional docente. No entanto, os pontos negativos ou aqueles que não atendem todos os anseios humanísticos ficam ofuscados em meio aos discursos persuasivos da ideologia da impossibilidade de alternativas diferentes daquelas propostas pelo sistema capitalista. De acordo com os resultados, verificamos que há uma sumária valorização do profissional docente em Goiás, do mesmo modo que há em âmbito nacional e internacional, no entanto numa dimensão ideológica não materializada da vida deste profissional. Há um processo de responsabilização, culpabilização, gerenciamento produtivista, vigilância, perseguição, elementos condizentes com a ideologia neoliberal e com aquilo que ocorre nas empresas produtivistas. Internacionalmente, a formação de professores é considerada como um elemento, uma via para a sua valorização, no entanto o Estado não se ocupa em dar as devidas condições para esta formação. Ficou evidente que a legislação precisa garantir a valorização do profissional docente e é necessário um cuidado astuto para que nenhum direito seja amputado sob qualquer pretexto.

 

TEXTO COMPLETO icon-pdf

 

Listar Todas Voltar