Weby shortcut
icon-facebook

Melina Coutinho Ferreira

Atualizado em 03/07/17 12:04.

 

REFERÊNCIA: FERREIRA, Melina Coutinho. ARTE: UM ESTUDO EM REPRESENTAÇÕES SOCIAIS. 2016. 259 f. Universidade Federal de Goiás, 2016.

AUTOR: Melina Coutinho Ferreira
TÍTULO: ARTE: UM ESTUDO EM REPRESENTAÇÕES SOCIAIS
ORIENTADOR: Profa. Dra. Rosely Ribeiro Lima
ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Educação
LINHA DE PESQUISA: Políticas Educacionais, Gestão e Formação de Professores
DATA DE DEFESA: 24/06/2016

RESUMO:
A presente pesquisa, de natureza quantiqualitativa, teve como objetivo principal localizar e compreender como os professores que estão em atuação na disciplina de Arte nas escolas e também daqueles estudantes que estão em formação inicial no curso de Pedagogia, no município de Jataí, Estado de Goiás, representam socialmente a arte e o seu processo educativo. O problema da pesquisa está relacionado ao contexto que envolve o ensino de Arte, desde sua obrigatoriedade por meio da Lei nº 5692/71 até os dias atuais, que oportuniza entendimentos dicotômicos sobre o mesmo. Primeiramente, fez-se um levantamento junto às Secretarias de Educação, Municipal e Estadual, no início dos anos de 2014 e 2015, para mapear a realidade local quanto aos professores que atuam na disciplina de Arte. Posteriormente, ocorreu o contato com as escolas, para assim, contatar os professores. Sucessivamente, chegou a fase de coleta dos materiais, momento em que foram contatados 28 professores em atuação, por meio do uso da Técnica de Associações Livres de Palavras (TALP) e de entrevista semidiretiva para identificar as possíveis representações sociais professorais. Em seguida, na terceira fase de recolha de materiais, por meio da TALP, foram contatados 209 estudantes de Pedagogia. Os dizeres nos momentos das entrevistas foram gravados, transcritos e analisados à luz da Teoria das Representações Sociais (TRS). O software EVOC foi utilizado para processar o material coletado com a técnica de evocações livres. Tendo por norte os fundamentos da TRS, da Teoria do Núcleo Central (TNC) e de conhecimentos das áreas de Formação de Professores e da Arte/Educação, elaboramos nossas compreensões considerando a especificidade dos materiais recolhidos. Com a compreensão inicial dos dados, entende-se que a representação social professoral sobre a arte e seu ensino é constituída por elementos ancorados em atribuições de juízo estético e explicações que expressam o ato de fruir e praticar a arte na escola. Também apontam para a importância do ensino centrado em desenvolver capacidades, habilidades, criatividade, imaginação, socialização e senso crítico. E as experiências escolares passadas produzem na constituição das representações sociais informações que refletem e refratam o desenvolvimento histórico e o sentido da arte na (e fora da) escola. Os dados mostram ainda que a imagem do ensino de Arte construída pelos sujeitos divide-se em mais de uma dimensão, expressam uma representação idealizada, de um espaço no qual o aprender e o ser feliz devem estar presentes; uma em que a Arte é representada por uma realidade difícil; propiciam a estruturação de representações sociais sobre a Arte vinculadas ao saber social que, por um lado, compreende a cultura como arte, por outra perspectiva, parte do entendimento de expressão cultural ou sentimental. Essa conexão de elementos favorece a estruturação de representações sociais vinculadas aos valores estabelecidos na experiência vivenciada em uma disciplina escolar que carrega as marcas de um ensino que ainda não superou suas dificuldades.

 

TEXTO COMPLETO icon-pdf
Listar Todas Voltar