Weby shortcut
icon-facebook

Milena de Lourdes Gomes Kirsten

Atualizado em 03/07/17 12:07.

 

REFERÊNCIA: KIRSTEN, Milena de Lourdes Gomes. O TRABALHO DO PROFESSOR E O PACTO PELA EDUCAÇÃO: POLÍTICAS NEOLIBERAIS NO CONTEXTO EDUCACIONAL DE GOIÁS. 2016. 149 f. Universidade Federal de Goiás, 2016.

AUTOR: Milena de Lourdes Gomes Kirsten
TÍTULO: O TRABALHO DO PROFESSOR E O PACTO PELA EDUCAÇÃO: POLÍTICAS NEOLIBERAIS NO CONTEXTO EDUCACIONAL DE GOIÁS
ORIENTADOR: Profa. Dra. Laís Leni Oliveira Lima
ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Educação
LINHA DE PESQUISA: Políticas Educacionais, Gestão e Formação de Professores
DATA DE DEFESA: 07/04/2016

RESUMO:
Esta pesquisa buscou compreender as políticas públicas para a carreira docente no Estado de Goiás em especial o programa de governo lançado no final do ano de 2011 intitulado “O Pacto pela Educação: um futuro melhor exige mudanças” e as modificações que esse programa representou para o trabalho dos professores do Colégio Estadual de Aplicação, escola que funciona em tempo integral, localizada na cidade de Iporá-Go. Para que este estudo fosse efetivado, buscou-se analisar o contexto mundial das políticas educacionais de cunho neoliberal para os países em desenvolvimento como o Brasil. Tornou-se necessário compreender, também, a lógica pela qual o trabalho do professor é influenciado por tais políticas, já que, a reestruturação produtiva do capital tem implicações diretas na realidade das escolas provocando mudanças no trabalho docente. Aqui, parte-se do conceito de Marx sobre trabalho e do princípio de que é por meio deste que o homem se constitui como tal. É pelo trabalho que ele se relaciona com os outros seres humanos e com a natureza, transformando o mundo e a si mesmo, e, nessa construção, constitui sua identidade. Portanto, trabalho é elemento fundamental da condição ontológica do ser humano. Objetivou-se ainda investigar a relação educação e trabalho na sociedade capitalista debatidas a partir de Marx (1983), Mascarenhas (2002), Antunes (2009), Mészáros (2002), Pinho (2007), Maggie Brasil (2005), Vaz e Favaro (2013) dentre outros que auxiliaram nas reflexões. A pesquisa envolveu uma escola da rede estadual de Goiás, escolhida para a análise empírica por se tratar de uma “escola modelo”, que funciona em tempo integral e por ser a “vitrine” das propostas de “melhoria” da educação no Estado no referido governo. Foram utilizados como instrumentos de coleta de dados, observações do cotidiano da escola, entrevistas semiestruturadas e questionários. Participaram desse processo o grupo gestor, os professores efetivos e os professores que atuam em regime de contrato temporário. Por meio dos dados da pesquisa empírica foi possível identificar como os professores se sentem diante das propostas do governo para a melhoria da educação no Estado e como estes se sentem valorizados diante do Programa Reconhecer, que se refere ao sistema de reconhecimento e avaliação por mérito. Inicialmente, realizou-se um estudo teórico sobre a crise econômica mundial e a ascensão neoliberal, com a intenção de verificar como esta interfere no trabalho docente. Assim, buscou-se compreender a reestruturação produtiva do capital e as características do trabalho docente frente a esse processo. O que se verificou a partir das investigações realizadas, foi que o trabalho do professor tem sido cada vez mais afetado por uma lógica de mercado cujas consequências contribuem para a sua precarização. Além disso, os programas que pretendem valorizar a carreira docente não têm caminhado nessa direção, o que foi percebido por meio dos depoimentos dos sujeitos entrevistados. A pesquisa revelou ainda, a necessidade de os professores compreenderem a realidade à qual pertencem, desvelando a essência daquilo que se apresenta. Em sua maioria, os professores se sentem impotentes diante das determinações impostas pelas agências centrais da educação do Estado de Goiás e pelos programas governamentais, o que facilita o domínio de suas ações, limitando sua autonomia e produzindo um tipo de educação onde a formação humana torna-se objetivo secundário diante da imposição mercadológica do capital.

 

TEXTO COMPLETO icon-pdf

 

Listar Todas Voltar