icon-facebook

FABIANA DARC MIRANDA

AUTOR: FABIANA DARC MIRANDA

TÍTULO: EDUCAÇÃO INCLUSIVA EM UM MUNICÍPIO DO INTERIOR GOIANO: análise de um percurso

ORIENTADOR:  Dra. Eveline Borges Vilela Ribeiro.

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Educação

LINHA DE PESQUISA: Cultura e Processos de Ensino e Aprendizagem

DATA DE DEFESA: 01/03/2019

 

RESUMO:

Nos últimos dez anos a inclusão escolar tem se desenvolvido em uma perspectiva mundial como um movimento complexo, que inclui a luta social das pessoas com deficiência, bem como de seus familiares, por direitos básicos e outros mais abrangentes; tais movimentos em prol da inclusão social e escolar surgiram em função das desigualdades sociais e preconceitos datados historicamente. Nesse sentido, o presente estudo busca investigar e analisar a trajetória da educação inclusiva em um município do interior goiano, partindo das seguintes questões norteadoras: Como vêm acontecendo a educação inclusiva no município? Como ocorreu a trajetória do processo de inclusão dos alunos com deficiência na rede regular de ensino municipal? Qual o olhar dos envolvidos nesse processo em relação à concepção e prática de educação inclusiva? O objetivo geral da pesquisa é analisar o processo de inclusão dos alunos com deficiência na rede regular de ensino de um município do interior goiano, a partir de uma análise histórico cultural. A pesquisa se dividiu em dois momentos complementares: primeiramente foi realizado um estudo bibliográfico sobre a história da inclusão e da escola e posteriormente, realizou-se a pesquisa de campo, junto a 38 profissionais atuantes nas escolas inclusivas no município em questão. Foram realizadas entrevistas estruturadas e grupos de estudo, a fim de coletar dados sobre a atuação destes profissionais no que tange à educação inclusiva após sua implementação nas unidades escolares. As análises dos dados tiveram como base os referenciais teóricos de Vygotsky, Lane, Mazzotta e Sousa, Matiskei, dentre outros, e assim, nos permitiram entender que o processo de inclusão dos alunos com deficiência no município vem acontecendo de forma gradual, com um resultado pouco satisfatório; o município tem demanda significativa, mas falta-lhes, para um trabalho efetivo com estes alunos: formação continuada, que inclui capacitações entre funcionários das instituições escolares municipais; palestras informativas e cursos sistematizados e focais para complementação pedagógica. Assim reconhecer-se-á que a inclusão se mostra uma prática pouco realizada, no meio da ação, ficando muitas vezes apenas no âmbito do discurso, pois, o estudo aponta a presença de contradições e um distanciamento entre as necessidades reais do sistema de educação e ensino e os textos legais que norteiam a política de educação inclusiva, necessitando de reorganização e redirecionamento no olhar e na prática para atuar junto aos alunos com deficiência.

  Pdf ícone

TEXTO COMPLETO