icon-facebook

KESI LINE DE MORAIS

  

KESI LINE DE MORAIS

TÍTULO:A ABORDAGEM DOS GÊNEROS ORAIS EM COLEÇÃO DIDÁTICA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL (ANOS INICIAIS)”.
ORIENTADOR(A): Prof.º Dr.º Luís César de Souza
DATA DA DEFESA: 28/08/2020

RESUMO: O presente trabalho tem como objeto de pesquisa, a dança. Desenvolvida desde os primórdios da existência humana, ela possui um elevado potencial formativo. No entanto, na sociedade administrada, a cooptação da dança pela indústria da cultura contribui para a instauração do processo da pseudoformação. A pseudoformação é a subjetividade determinada pelos termos do capital. Ela se baseia nos princípios da heteronomia e do conformismo. Este trabalho buscou identificar os elementos da indústria cultural que estão presentes no quadro Dança dos Famosos e apresentar a forma que este quadro participa do processo da pseudoformação do indivíduo. Para isso, foi realizada uma investigação social empírica, cujo processo inicial se deu a partir de uma análise geral deste quadro, seguida da observação sistemática de algumas de suas edições, para análises mais específicas. As edições escolhidas para essas análises foram: a edição de número 1, ocorrida no ano de 2005; a de número 9, realizada em 2012 e a de número 16, ocorrida no ano de 2019. O critério para essa seleção foi a consideração do período de quinze anos de existência do Dança dos Famosos. Portanto, o quadro foi analisado em sua fase inicial, intermediária e atual. Para a análise dos dados coletados foi utilizado o método empírico sociológico de produtos intelectuais. O embasamento teórico para a apropriação dos conceitos e reflexão do objeto de pesquisa é oriundo de estudos filosóficos crítico-social, sobretudo, a partir dos pressupostos da Teoria Crítica frankfurtiana e especialmente do pensamento de T. Adorno, M. Horkheimer, Benjamin e Marcuse. Para isso, foi necessário a realização de leitura analítica e fichamento das obras selecionadas. As análises e reflexões sobre o quadro mostraram que, nele, a dança é tratada como mercadoria, como produto para entretenimento das massas. Ela aparece de forma espetacularizada, banalizada e estandardizada, para atender os fins mercantis. Sendo assim, o seu potencial emancipador fica reduzido ou obstado. Por fim, o trabalho apresenta como possibilidade para o desenvolvimento da autonomia e emancipação do indivíduo, a experienciação da arte autêntica e a fruição estética.


Palavras-chave: Dança, Dança dos Famosos, Indústria cultural, Pseudoformação, Experiência estética

 

DISSERTAÇÃO Pdf ícone