icon-facebook

JÚLIO CÉSAR APOLINÁRIO MAIA

  

JÚLIO CÉSAR APOLINÁRIO MAIA

TÍTULO:CONTRIBUIÇÃO À CRÍTICA DO “CONSENSO POSSÍVEL” SOBRE AS POLÍTICAS CURRICULARES PARA A EDUCAÇÃO FÍSICA: UM ESFORÇO DE SÍNTESE HISTÓRICO-CRÍTICO”.
ORIENTADOR(A): Prof.ª Dr.ª Michele Silva Sacardo
DATA DA DEFESA: 25/01/2021

RESUMO: Diante do conflito protagonizado pelas Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Educação Física, a presente investigação resgata, como alternativa ao campo da formação e intervenção de professores nesta área, a Pedagogia Histórico-Crítica. Recupera nos dois primeiros capítulos (nos 2 e 3) a realidade empírica em que se consubstanciam as políticas curriculares para formação e intervenção em Educação Física: tal movimento, representativo do ímpeto analítico, condiz com o desvelamento das formas de consolidação de ideologias e hegemonias no interior do projeto burguês de sociabilidade e, conseguintemente, com a aproximação desta consolidação ao campo da formação e intervenção em Educação Física. Os objetivos de ambos os capítulos inaugurais podem ser assim descritos: i) apreender o processo de desenvolvimento das Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Educação Física, tendo em vista a conjuntura da formação societária brasileira em que foram instituídas e reformuladas, como também as influências e determinações nacional e internacional na consolidação do processo hegemônico burguês, a fim de validar a “política de consenso” no interior da formação e intervenção nesta área e; ii) identificar e analisar no campo da Educação Física, em compasso às concepções ideológicas que no componente educacional têm saldado supremacia, o movimento traçado pelas teorias do currículo, bem como sua visibilidade sobre o processo de fragmentação desta área. No terceiro capítulo (no 4) e no esforço de síntese conclusivo o ímpeto sintético pode ser respectivamente apercebido na antítese, por meio do aprofundamento teórico acerca dos pressupostos lógicos e gnosiológicos da Pedagogia Histórico-Crítica, e na ascensão do concreto, a partir da implicação dos fundamentos axiológicos e teleológicos desta pedagogia sobre o campo da formação e intervenção de professores em Educação Física. O limite conclusivo, em contraofensiva ao direcionamento tomado pelo campo da formação e intervenção de professores em Educação Física sob a égide do projeto burguês de sociabilidade e também ao conjunto de suas implicações sobre o componente educacional brasileiro, investe numa análise crítica, amparada pelos pressupostos e fundamentos da Pedagogia Histórico-Crítica, da mais recente conformação das Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Educação Física: reclama, ao fim ao cabo, a urgência da retomada da crítica ao “consenso possível”, acreditando ser com base nesta que o campo da formação e intervenção em Educação Física pode contribuir para a superação da consolidação de processos hegemônicos e projetos ideológicos burgueses.


Palavras-chave: Currículo. Educação Física. Pedagogia Histórico-Crítica.

 

Obs.: Este trabalho ainda não tem autorização para publicação.

 

DISSERTAÇÃO Pdf ícone