icon-facebook

LEENE MARTINS DE OLIVEIRA

  

LEENE MARTINS DE OLIVEIRA

TÍTULO:FORMAÇÃO DOCENTE E A EDUCAÇÃO ESPECIAL INCLUSIVA: ESTUDO A PARTIR DAS PUBLICAÇÕES DA ANPEd (2007-2017)”.
ORIENTADOR(A): Prof.ª Dr.ª Renata Machado de Assis
DATA DA DEFESA: 12/03/2021

RESUMO: O tema da pesquisa aborda a formação docente e a educação especial inclusiva de alunos com deficiência. Vincula-se à linha de Pesquisa Políticas Educacionais, Gestão e Formação de Professores, do Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade Federal de Goiás, Regional Jataí. Este trabalho teve por objetivo geral analisar e sistematizar resultados de pesquisas publicadas nos anais das reuniões da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd), entre 2007 e 2017, que relacionem temáticas da educação especial inclusiva com a formação docente. Os objetivos específicos da pesquisa foram: identificar e separar publicações sobre formação de professores e inclusão disponíveis nos anais da ANPEd entre os anos 2007 a 2017, observando as principais informações que cada resumo traz; elencar categorias a partir da análise dos resumos de publicações que foram separados, relacionadas à formação docente para atuarem na educação especial inclusiva, publicados nos anais da ANPEd (GT 8 – Formação de professores e GT 15 – Educação Especial) isto é, os aspectos recorrentes entre eles e os idiossincráticos; interpretar as categorias elencadas sob a luz dos referenciais teóricos e metodológicos, sistematizando-as. A pergunta norteadora da pesquisa foi: como as temáticas formação de professores e educação especial inclusiva têm sido abordadas nas pesquisas publicadas nos anais da ANPEd (2007 – 2017) e o que se pode interpretar a partir dessas publicações? A pesquisa se caracterizou como teórico-bibliográfica de cunho qualitativo. Por meio de uma construção do estado do conhecimento procurou-se fazer um estudo e análise crítica das recentes publicações na área da formação docente voltadas para o processo inclusivo de alunos da educação especial inclusiva nos grupos de trabalhos da ANPEd, especificamente o GT8 Formação de Professores e GT15 Educação Especial. Da análise dos dados coletados emergiram cinco categorias: regiões originárias da pesquisa, instituições de ensino de origem e suas naturezas, objetos de estudo, público alvo da educação especial inclusiva e tipo de formação abordada. De acordo com os dados encontrados, no período que compreende da 30a à 38a reunião, cerca de 15% correspondia à temática em questão. No GT 8, de um total de 212 trabalhos apresentados, apenas sete dessas produções científicas se aproximaram do tema em estudo. No GT 15, houve uma produção de 169 publicações, porém, foram selecionadas cinquenta. Os resultados demonstraram que a discussão sobre a formação docente para a educação especial inclusiva ainda precisa de novos estudos e discussões acerca da temática, especialmente sobre: ampliação e aprofundamento das pesquisas sobre o processo de avaliação, interação entre professores especialistas e professores de sala, formação docente e o uso das ferramentas tecnológicas, estágio na formação inicial como o primeiro contato do docente com o público da educação especial, relação entre a fomação e as condições de trabalho dos docentes, valorização desses profissionais e análise das políticas públicas voltadas para o tema.

 

Palavras-chave: Educação inclusiva. Educação especial. Formação docente. Produção do conhecimento.

 

Obs.: Este trabalho ainda não tem autorização para publicação.

 

DISSERTAÇÃO Pdf ícone