icon-facebook

LILIAN JAQUELINE DE OLIVEIRA SOUZA RIBEIRO

AUTOR: LILIAN JAQUELINE DE OLIVEIRA SOUZA RIBEIRO

TÍTULO: TRABALHO DOCENTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O PME DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GOIÂNIA

ORIENTADOR: Profª. Drª. Elizabeth Gottschalg Raimann

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Educação

LINHA DE PESQUISA: Políticas Educacionais, Gestão e Formação de Professores

DATA DE DEFESA: 22/08/2018

 

RESUMO:

A dissertação de Mestrado em Educação está vinculada à linha de pesquisa Políticas Educacionais, Gestão e Formação de Professores do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Goiás, regional de Jataí, integrando-se ao Núcleo de Pesquisas Formação de Professores e Práticas Educativas (NUFOPE). O objeto de investigação voltou-se para uma pesquisa sobre o Trabalho docente na Educação Infantil e o Plano Municipal de Educação (PME) do Município de Goiânia, cuja problemática investiga quais as metas e estratégias que o PME (2015-2025) estabelece em relação ao trabalho docente e quais foram os avanços e os retrocessos desse plano, considerando-se o PME (2004-2014) e o documento final do PME (2015-2025)? Diante disso, objetivou-se analisar as metas e as estratégias que o PME (2015-2025) estabeleceu com relação ao trabalho docente bem como os avanços e retrocessos desse plano considerando o PME (2004-2014) e o documento final do PME (2015-2025). Nesse sentido, traçou-se um caminho investigativo para desvelar as seguintes questões específicas: analisar o trabalho docente na Educação Infantil na perspectiva das políticas públicas educacionais; descrever e analisar a trajetória do Plano Nacional de Educação, Plano Estadual de Educação ao PME; analisar o processo de elaboração do PME (2015-2025) e comparar as proposições referentes ao trabalho docente dos planos de (2004-2014) e do documento final do PME (2015-2025). Quanto à abordagem metodológica, esta partiu de um estudo de caráter, predominantemente qualitativo, pautado em uma análise bibliográfica e documental. A análise da literatura e dos documentos deu-se a partir de uma concepção crítica, referendada pelo materialismo histórico-dialético. A partir da necessidade de conhecer e analisar o conceito de trabalho, trabalho docente, feminização e as políticas educacionais voltadas para o trabalho docente, os estudos foram baseados, em sua grande maioria, em autores como Basso (1998), Enguita (1991), Hypólito (1997), Marx (1973, 1983, 1998). Já a constituição do trabalho docente na Educação Infantil e as políticas públicas educacionais foram investigadas a partir de contribuições de antecedentes históricos do PNE, PEE e PME (2004-2014). A análise documental do PME e suas contribuições, disponibilizadas pelo Fórum Municipal de Educação (FME), provêm da análise de atas, conferências e deliberações municipais de 2014 e 2015. Dessa análise, foi possível compreender que do PME (2004-2014) até o documento final PME (2015-2025), ocorreram alguns avanços quanto à estrutura do plano e à forma de apresentação das metas e estratégias, deixando-o mais objetivo. Pelas atas do FME, foram observadas tensões entre os seus participantes e os grupos de trabalhos. Por outro lado, apesar de serem incorporadas questões profissionais e sociais de grande relevância para a sociedade, relacionadas à valorização profissional e plano de carreira do professor, estas foram suprimidas no documento final que passou pela audiência pública na Câmara, quando foram suprimidas as estratégias das metas 15, 16, 17 e 18. Com isso, a reelaboração do PME (2015-2025) retrocedeu, considerando-se as metas específicas do trabalho docente e esse movimento foi sentido por uma década de precarização do trabalho do professor e fez configurar o descaso do poder público em relação à educação.

  Pdf ícone

TEXTO COMPLETO