icon-facebook

ELEUZZY MONI DO CARMO JESUS

AUTOR: ELEUZZY MONI DO CARMO JESUS

TÍTULO: POLÍTICAS PÚBLICAS DE IMPLANTAÇÃO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS NA REDE PÚBLICA BRASILEIRA: ESTUDO SOBRE O PROINFO NO ESTADO DE GOIÁS

ORIENTADOR: Profa. Dra. Rosemara Perpetua Lopes

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Educação

LINHA DE PESQUISA: Cultura e Processos de Ensino e Aprendizagem.

DATA DE DEFESA: 07/11/2018

 

RESUMO:

A presente dissertação, vinculada à linha de pesquisa “Cultura e Processos de Ensino e Aprendizagem” teve por objetivo geral investigar políticas públicas de implantação de tecnologias digitais na rede pública e os objetivos específicos foram: mapear pesquisas científicas sobre o ProInfo, publicadas entre 2007 e 2017, e investigar como foi implementado o ProInfo em Goiás. A investigação é respaldada teoricamente por Almeida (2001), Moraes (2006), Kuenzer (2000), Bastos (2010) e Gatti, Barretto e André. (2011). Nesse contexto, na pesquisa em apreço, buscamos responder à seguinte questão: o ProInfo existe no Estado de Goiás? Caso exista, como vem sendo implementado? Para atingir esses objetivos, desenvolvemos uma pesquisa de cunho qualitativo. Os procedimentos metodológicos consistiram em pesquisa bibliográfica e documental. Na pesquisa documental abordamos documentos oficiais que regulamentam as políticas públicas nacionais e a inclusão das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) na Educação Básica brasileira. Estruturamos a pesquisa bibliográfica em duas etapas, a saber, levantamento bibliográfico e discussão, esta última realizada a partir das categorias: infraestrutura das escolas; formação de professores para uso das TIC; avaliação das ações do ProInfo; descontinuidade das políticas públicas de inclusão de tecnologias na escola básica. Os relatos de pesquisa abordados nas vinte dissertações e uma tese, revelam que o ProInfo é relevante para a inserção das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) na educação, no entanto, apesar de todas as investigações o avaliarem positivamente sob vários aspectos, apontam que na prática ainda existem lacunas, o Programa é prejudicado por infraestrutura inadequada e/ou insuficiente, falta de formação adequada de professores para o uso das TDIC, descontinuidade das políticas públicas e a necessidade de avaliação periódica das ações do ProInfo. A pesquisa documental apontou que em Goiás o ProInfo foi implementado em 1998 e, a partir desse período, tem aumentado o número de escolas e municípios atendidos pelo Programa. Nesse sentido percebemos o ProInfo como um importante programa social de promoção do uso pedagógico da Informática na rede pública de Educação Básica brasileira, no entanto, mesmo com amplo investimento, não alcança plenamente seus objetivos. A única condição imposta para receber os recursos do Programa é a adesão ao mesmo, apesar de os municípios estarem constitucionalmente obrigados a aplicar recursos na Educação Básica, o que não significa que serão aplicados em TDIC ou na formação de professores para o uso destas. Concluímos que o ProInfo existe no Estado de Goiás, vem sendo implementado desde dezembro de 1988. Pelo mapeamento das pesquisas, identificamos que o ProInfo foi considerado um programa relevante, mas todas as investigações apontaram que seus objetivos foram concluídos apenas parcialmente. Em 2018 todos os municípios do Estado de Goiás são atendidos pelo ProInfo, no entanto, identificamos períodos com lacunas nas políticas públicas relacionadas às mudanças de governo, não assegurando as condições administrativas, materiais e pedagógicas para a consolidação do Programa no Estado. E não investigamos como esse atendimento é dado ao Estado, de modo geral, e a cada município que o compõe, em particular.

  Pdf ícone

TEXTO COMPLETO